Psicólogo diz ser importante distinguir o pedófilo do abusador sexual

 

O psicólogo Sylvio Ferreira explica que a pedofilia é um transtorno de personalidade grave, mas a maioria dos abusos sexuais não é cometida por pedófilos

 

Rádio Jornal
Foto: Reprodução/ Internet

Em entrevista ao programa Balanço das Notícias, nesta quinta-feira (24), o psicólogo Sylvio Ferreira falou sobre os números assustadores de casos de violência sexual contra crianças e adolescentes. Esta semana, uma operação da Polícia Federal prendeu 15 pessoas por possuírem pornografia infantil. 

Os números mostram que uma criança é vítima de abuso sexual a cada 15 segundos no mundo e no Brasil o crime se repete a cada oito minutos. O Brasil é líder no mundo quando o assunto é pornografia infantil. Além disso, 76% dos pedófilos do mundo estão no Brasil.

Geralmente, os casos de abuso sexual são cometidos por pessoas conhecidas pela criança, inclusive, parentes. O psicólogo Sylvio Ferreira disse que é importante diferenciar o pedófilo do abusador sexual. “A pedofilia é um transtorno de personalidade considerado grave. Mas nem todas as pessoas que são consideradas pedófilas, praticam o crime do abuso sexual ou de uma prática pedófila”, disse. 

De acordo com o profissional, o tratamento para o transtorno é muito complicado. “É muito difícil de ser tratado”, apontou. 

No entanto, segundo Sylvio Ferreira, a maioria dos casos de abuso sexual contra menores é provocado por abusadores sexuais que não tem a condição da pedofilia. “São pessoas que sabem o que estão fazendo, porque estão fazendo, têm plena consciência e que se submetida a qualquer exame clínico não será constatada nenhuma característica do comportamento de um pedófilo”, alertou o psicólogo. 

radiojornal.ne10.uol.com.br

 

Be Sociable, Share!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *